domingo, setembro 11, 2005

Lomografia vs Fotografia


Provavelmente já ouviram falar nas máquinas fotográficas “LOMO”. Nunca precisaram de muita publicidade para se divulgarem, mas agora até no telejornal aparecem e até se consegue comprar um modelo ou outro nas lojas fnac. Esta coisa das LOMO começou há mais de duas décadas, em São Petersburgo, no meio de generais do exercito russo e directores de empresas de armas e produtos ópticos. Foi ao examinarem uma mini máquina fotográfica japonesa (que não faço ideia qual era, mas gostava de saber) que se aperceberam do seu enorme potencial. Mandaram logo copiá-la e aperfeiçoar o seu design e um pouco como os carochas na alemanha, depressa a LOMO KOMPAKT AUTOMAT (LC-A) se tornou num produto que todo o soviético (comunista respeitável) tinha. Hoje o conceito de LOMO emergiu para uma filosofia de vida e ultrapassou todos os limites e fronteiras pelo mundo fora. Centenas de milhar de pessoas por todo o mundo já fazem parte do legado da LC-A. Muito mais do que um simples clicar de botão. Disparar uma LOMO já não é tirar uma fotografia, é lomografar.

Há 10 regras de ouro para quem quer lomografar
01 - leva a tua maquina onde quer que vás
02 - usa-a a qualquer hora - dia e noite
03 - lomografia não interfere com a tua vida, torna-se parte dela
04 - tenta o ângulo do acaso
05 - aborda de perto os objectos do teu desejo lomográfico
06 - não penses (william firebrace)
07 - sê rápido
08 - não precisas de saber antes o que fotografaste
09 - e depois também não
10 - não te preocupes com quaisquer regras

Se estas regras se percebem ou não, tanto faz. A ideia é mesmo essa. Dêem um salto à Sociedade Lomográfica Internacional on-line e tirem as vossas próprias conclusões. Sim, porque a internet também teve um papel fundamental para as LOMO serem o que são actualmente. Este sítio on-line é onde os lomografos se reúnem e mostram o seu trabalho. Há noticias, agenda de eventos, páginas pessoais e galerias, missões e embaixadas. E para quem ainda não tem uma LOMO, pode facilmente comprar uma on-line. O difícil é mesmo escolher o modelo. enfim, tudo para que se possam tornar em verdadeiros lomografos. Por cá, em Portugal, temos uma Embaixada Lomográfica no Porto que surgiu à uns anos atrás a propósito da colaboração entre a sociedade lomográfica e o festival internacional de curtas metragens de Vila do Conde para o “projecto supersampler”. entretanto acho que já há mais embaixadas em Portugal como a de Lisboa.

Agora antes de se perderem no meio das galerias e a loja on-line a escolherem qual vai ser a vossa próxima LOMO, fiquem sabendo em primeira mão (porque acho que as embaixadas ainda não divulgaram nada) que vai haver um evento LOMO em Portugal no próximo dia 12 de Novembro. Uma missão em Vilar de Mouros, não só para quem já tem a lomografia no sangue, mas para todos que aceitarem este desafio (quem não tiver uma LOMO e que queira participar leva uma paper pinhole para completar a missão). Fiquem atentos aos comentários deste blog para informações mais detalhadas.



:: Lomography : sem título : 2005 : Charli Sinclair 48K ::

Links [+Info]

Lomo Kompakt Automat

Sociedade Lomográfica Internacional
Lomography - Porto
Lomography - Lisboa
Regras

Artigo de Charli Sinclair 48K

3 comentários:

nibs disse...

I must definitely be there. :)

Anónimo disse...

charli says |

a data já está confirmada. inserida nas comemorações do 70º aniversário do CIRV (Centro de Instrução e Recreio Vilarmourense): Concurso Lomográfico/Fotográfico "Conta-me uma História"

em Vilar de Mouros (Caminha, Portugal) dia 12 de Novembro, com o início do concurso marcado para as 14h.
vejam em http://cirv.no.sapo.pt

ainda não estão muitos detalhes divulgados, mas podem sempre entrar em contacto com alguém do CIRV. entretanto eu vou dando informaçãoes por cá.

tania disse...

Ola!! Sou finalista em Sociologia e estou a desenvolver uma tese cujo objecto de estudo é a Lomografia. Ajudavam bastante se respondessem a estas questões para o email martinstania@yahoo.com

O que define uma imagem lomo?

Existe uma estética específica a este tipo de imagem?

Entre os praticantes existe algo que os defina, alguma característica comum? O que é um lomógrafo?

Lomografar também ilustra um certo modo de estar na vida? Se sim, que modo é esse?

A Lomografia pode ser vista como um movimento autónomo no seio do universo fotográfico? Se sim, o que lhe confere essa autonomia?

Qual a sensação de ver um painel de Lomos?

O que pensam sobre o arquivo Lomo?
tania@yahoo.com